22.6.11

Atualizando-me

De vez em quando sinto uma vontade muito grande de falar de mim. Egocentrismo? Não vejo assim... Mas é que tem horas que dá vontade de partilhar com o mundo minha opinião, mesmo sem ser solicitada. Pensando nisso, resolvi voltar aqui e escrever um pouco.
Acordei hoje escutando Lounge da Maria Gadú... Gente, que música boa! Quem não conhece, recomendo muito. Aí fui ouvir o Cd novo dela com o Caetano Veloso que também está um luxo... Pronto, enlouqueci e baixei a discografia dela toda e passei o dia ao som da Gadú. Até aí, nada né?! Mas quem me conhece bem sabe que até então ela nem fedia nem cheirava, que eu sempre falei que não era super fã da Gadú. Por que a mudança brusca?! Sei lá ué, mas sei que é normal de acontecer essas coisas na minha vida. Com chocolate meio amargo foi a mesma coisa, não gostava muito até que um dia resolvi comer um pedacinho da barra da minha mãe e hoje em dia eu adoro. Vinho seco, mostarda, Trio Parada Dura, tomate seco... iiiih, infinitas coisas que fui aprendendo a apreciar com o tempo.
Isso não acontece só com músicas, programas de tv ou comida, óbvio. Acontece também com lugares e com pessoas, o tempo todo. Aquela pessoa que eu achava intragável, que torcia o nariz só de passar na rua e depois de um chopp acabou virando camarada, desfazendo a má impressão... Lógico que o contrário também acontece e o que antes parecia bom pra caramba de repente vira a coisa mais estranha do mundo, mas ao parar pra pensar nisso, notei que agreguei muito mais coisas do que subtraí na minha pequena continha de 25 anos de praia... rs
Descobri que estou neste mundo pra somar, pra acrescentar conhecimentos, idéias e atitudes à minha biografia. Descobri que estou aberta aos mais diversos pontos de vista, me livrando cada vez mais de preconceitos, disposta a aceitar cada um do jeito que é, desde que cumpra com o quesito básico que é ter bom coração. Em sendo assim, que seja bem-vindo à minha vida. Traga boa energia e prometo que boa energia receberá de volta.
Antigamente, por exemplo, uma noitada boa pra mim era aquela que tivesse as músicas que eu gostasse mais, a bebida que eu gostasse mais, meus amigos mais queridos e algum gato de tirar o fôlego pra paquerar. Hoje em dia, noitada boa é qualquer uma onde possa conversar à vontade sobre besteiras, amenidades e até pequenas maldades (por que não? afinal, quem não ri pelas costas daquela gorda de saia lápis rosa bebê? rs) com gente do bem (sejam amigos de longa data ou novas "aquisições"), rir até a barriga doer, experimentar uma bebida nova, ouvir uma mixagem maneiraça e inédita que algum DJ desconhecido preparou, fazer trenzinho na pista, dançar até o chão, cantar no videokê... enfim! Ficar à vontade, sem me preocupar se o jeans deixa meu popô empinado o suficiente para o gatinho chegar em mim. Aliás... que gatinho mesmo?! Nem vi, estava rindo da piada que a sem noção da minha amiga contou aqui... Ih, ele veio falar comigo. E agora?! Olha, me add no facebook que a gente conversa outra hora, ok?! É que tá tocando a música que eu mais amo e eu preciso ir pra pista bater cabelo... ahahahahhahaahhahahahaha
Assim tem sido ultimamente. Não tem como estar mais feliz, sabia?! Às vezes dá até medo de falar isso, pois tem muita gente que se incomoda com a felicidade dos outros, mas quer saber???? o mais importante é poder dividir essa felicidade com gente que como eu acredita que dividindo a gente soma e eu tenho diversas provas pra acreditar que emanando alegria a gente atrai cada vez mais e mais gente do bem, e gente do bem cria um escudo pra que nada de ruim nos atinja. Portanto, inveja... pode cantar pra subir que por aqui não tem espaço pra você não senhora!!! E tá aí uma coisa que eu sei que não vou mudar de opinião. Posso passar a gostar de choriço, funk e até namorar um dOs Hawaianos, mas cultivar negatividade... ah, isso nunca!!!

2.6.11

Tudo Que é Humano NÃO me Interessa

Pessoas, só pra dar um update no blog que, como minha querida amiga Milla Monfardini diz, está mais jogado de lado que franja de emo, passei rapidinho pra desabafar... Pois é, tô bem não... mas calma, não é tristeza! Não mesmo, tá louca?! É irritação, inquietação... minha paciência tirou folga e deu abandono de emprego, eu acho.
Não consigo conversar, não consigo esperar, não consigo pensar. Estou igual criança mimada, ou é tudo no meu tempo ou nem precisa ser, ou é do meu jeito ou eu viro as costas... Isso não tá certo!!!
O que vai ser de mim? Sei lá, só sei que acabo de encher o saco de escrever aqui no blog como se isso fosse um diário da princesa, sabe?! Quando tiver alguma coisa útil pra falar, eu volto. Por enquanto, rezem pra não cruzarem comigo por aí, porque estou em um daqueles dias que nem eu me aguento, só que como não tenho a opção de me abandonar, vou contornando com música boa, comida gostosa e silêncio de seres humanos, porque hoje realmente TUDO QUE É HUMANO NÃO ME INTERESSA!!!!!!!

Seguidores