15.5.11

Divagando

Estou em uma fase totalmente egoísta. Não, isso não quer dizer que eu vá roubar o bolo da festa pra comer sozinha nem que vá ignorar se vir uma senhora prestes a ser atropelada por um motoqueiro louco... Nada disso! Estou egoísta com meus sentimentos (o que também não quer dizer que deixei de amar muito meus queridos do coração, ou que o amor diminuiu). Só estou me priorizando, tendo tempo pra pensar mais em mim, minha felicidade virou objetivo número um e pronto!
Só faço o que quero, só ligo pra quem quero, quando quero e se quero. Só leio revista se estiver a fim, se não estiver, apago a luz e vou dormir. Se quiser tomar uma garrafa de vinho inteira antes do almoço, faço também. Estou me sentindo leve, sem pessoa alguma pra me dizer quando e como agir, sem precisar medir minhas palavras, meus atos, minhas vontades. E isso faz feliz!
Estou curtindo o momento, exercendo meu direito de ir, vir, ou simplesmente permanecer, sem peso na consciência, sem receios. Exercendo o direito de não opinar, não comentar, não prestar atenção. Estou com a função cagar e andar ativada, e isso tá me fazendo bem!
Claro que não emperrei o botão do f#d@-c radicalmente, mas de vez em quando eu dou uns toquinhos de leve, confesso... rs
Pra quem me conhece e lê isso aqui, pode até parecer que não há novidade nenhuma nisso, pois sempre fui bastante impulsiva, radical e tals. Na verdade, eu sou bem esquisita mesmo. Não sei bem se esquisita seria o termo correto, mas que fujo do padrão... ah, isso sem dúvidas. Dependendo do ponto de vista, pode parecer ótimo ou péssimo, mas isso depende mais de quem analisa do que de mim mesma. As coisas que faço e falo, os amigos que cultivo, os lugares que frequento... tudo acontece muito naturalmente por aqui. Não há forçada de barra, não há imposições. Eu não me cobro nada muito além das minhas capacidades (o que não significa que sou permissiva comigo mesma, muito ao contrário), não me planejo para dominar o mundo. Pra mim, mais importante é fazer do mundo à minha volta um espaço agradável de passar, frequentar ou permanecer.
Então... nessa fase mais leve que algodão-doce é onde estou exatamente agora. Ansiedade sob controle, o mundo pode sim desacelerar um pouquinho pra me acompanhar, eu é que não vou forçar meu motor pra tentar acompanhar esse ritmo louco das pessoas que correm, correm e não têm lugar nenhum pra chegar. Vou seguindo meu caminho, minha filosofia de boteco, seja lá esquisita, estranha, tosca, idiota ou como eu prefiro chamar, DIFERENTE! Sabe que gosto de verdade dessa definição?! Afinal, ser muito padrão deve ser chato pra caramba, né?! Sei lá também, acho que isso é uma pergunta que eu mesma nunca conseguirei responder...

8.5.11

Aniversário do Blog

Gente, hoje o blog está completando 2 anos e, pra comemorar, a que vos fala teve uma idéia de jerico que pode ou não dar certo, mas pra dar certo precisarei da ajuda de vocês, leitores (até hoje sorrio toda boba em pensar que tenho "leitores" rs).
É o seguinte... como com o passar do tempo fui me aproximando de algumas pessoas por conta das besteiras coisas que escrevo aqui, e na maioria das vezes as pessoas me procuraram pra trocar idéia a respeito de relacionamentos e probleminhas em geral, resolvi montar um balcão espiritual e estou realizando consultas por apenas R$9,90. Prometo trazer seu amor de volta em 3 dias... MENTIRA! ahahahhahahahaaa
Falando sério, resolvi dar mais atenção a essas pessoas que querem trocar idéia, ouvir opinião, sei lá... pessoas que, como eu, muitas vezes ficam na dúvida se casam ou compram uma bicicleta e precisam desabafar ou ouvir idéias de um ponto de vista neutro (no caso, o meu). Pensei que as pessoas podem deixar em forma de comentários ou me enviar por e-mail suas histórias, seus perrengues, e que eu posso responder por aqui ou simplesmente contar (caso seja algo muito cômico e a pessoa queira dividir e tals) para o pessoal que gosta de ler, mas nem sempre de se manifestar aqui no blog. Óbvio que a menos que queiram se identificar, os comentários não serão aceitos e o anonimato será mantido.
Tive essa idéia porque muitas vezes eu já postei histórias que me foram passadas ou me inspirei em outras pessoas para fazer postagens. E pra falar a verdade, estou meio cansada de falar só de mim, acho que é por isso que está faltando inspiração. Comecei este blog pra que ele fosse como uma espécie de "penseira do Dumbledore" (quem viu Harry Potter sabe do que estou falando), pois tenho muita coisa em mente o tempo todo, e às vezes têm pensamentos que ficam martelando tanto que eu preciso externar para aliviar um pouco. Foi uma surpresa e uma honra que com o tempo eu tenha ganhado "seguidores", "leitores" ou como eu prefiro denominar, "chegados por pura afinidade". Tem gente que não acredita em amizade virtual, eu discordo veementemente (quanto E junto, meu Deus). Na internet não se fazem amigos por interesse na pele, no cheiro, no toque, no dinheiro, na classe social nem em qualquer outra coisa do tipo. Você se torna amigo de alguém online porque o papo bate, porque a cabeça pensa na mesma sintonia, porque você simplesmente não tem nada a perder... Enfim, acho que com o tempo e essas surpresas, o blog que é uma brincadeira pra mim acabou ensinando um montão de coisas e abrindo portas para que eu aprenda mais e mais com gente que mora ali do lado ou até mesmo em outro continente.
Gostaria de verdade que a galera participasse desse novo propósito, mesmo que só por brincadeira, pra eu ter sobre o quê escrever... Vai que dá certo, né?! rs
E do mais, é só comemorar. O LPA não é top blog, mas há tanto carinho e tanto sentimento em cada palavrinha que é escrita aqui que até chego a crer nos que me dizem se emocionar em ler (o que muitas vezes parece ser um monte de titica). Obrigada a todos e a cada um de vocês, apaguemos juntos as velinhas desses dois anos de pensamentos loucos ditos em CAPS LOCK... rs

Ah, e vou aproveitar que peguei pra escrever hoje e emendar com desejo de Feliz Dia das Mães pra todo mundo e pra minha amada mais amada que tudo nessa vida mamis, tudo de bom e linda, tudo que eu tenho nessa vida e a que mais queria perto de mim hoje, como não tem opção, a gente deixa pra aproveitar bastante quando estiver perto porque dia das mães é todo dia, bem!

Seguidores