29.7.10

Sobre Férias e Saudade

Saudade é aquela coisa que nem sempre é compartilhada, que dói bem mais em quem fica do que em quem parte. Não concorda? Te provo!
Quem parte vê novos cenários, novas caras, novos tons de voz. Com sorte, terá tempo de sentir saudade uma ou duas vezes ao dia, quando tocar aquela música que marcou, ou quando o café estiver amargo do jeito que ela gostava...Quem fica tem o carma de olhar pra cadeira que ela costumava sentar, o cantinho que se jogava para cochilar fingindo ver TV... Enfim, muitos detalhes! E todos eles são capazes de fazer referência direta a ela.Mas... Será que dói mais em quem fica ou apenas dói com mais frequência?!Quem fica mantém a casa, os amigos, a família e tudo o mais que se tenha conquistado com o passar do tempo. Quem vai, além da saudade, muitas vezes tem de enfrentar a solidão (e essa, meu amigo, vou te dizer que não é a melhor companheira pra saudade MESMO).
A conclusão que cheguei após minha reflexão sobre saudade é que ela não é generosa com ninguém. Mas é inevitável nos mais puros e intensos relacionamentos, pois não há amor sem saudade. Não existe saudade sem querer-bem. Mesmo que seja apenas saudade de algum momento que passou e que sabemos que nunca mais voltará, como nossos 15 anos ou a primeira vez que finalmente entramos em uma boate, compramos algo com nosso primeiro salário, assinamos o primeiro documento importante de nossas vidas... Às vezes eu me pego nostálgica, com saudade do tempo em que não tinha responsabilidades demais, que não vivia pra trabalhar e que não entendia direito o que queria dizer IRRF... Mas quer saber? Foi bom demais enquanto durou, mas já pensou uma pessoa com quase 25 anos que não sabe o que é Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, que vive de mesadinha da mãe e que precisa de autorização até pra ir comprar um sonho na padaria? É, nada contra, mas não acredito que EU seria mais feliz vivendo assim...A vida é mudança, é amadurecimento, é aprendizado. E saudade é algo que vai nos seguir pela vida. Seja de uma coisa, um sentimento, uma pessoa, um carinho, um bordão, uma fase, um cúmplice. O consolo é saber que se sentimos saudade é porque aproveitamos aquilo ao máximo e que está guardado no lugar mais precioso que alguém pode manter lembranças, no coração!
Como vocês perceberam, estou de volta! Férias curtinhas, mas muito proveitosas. Vamos tentar manter isso aqui menos abandonado e mais animado.

Olha a cara de felicidade do ser humano, passeando nas férias...

Peço pra galera que acompanha o blog aí se manifestar. É só com os comentários de vocês que eu posso conhecê-los e melhorar meus textos diariamente. Vocês não têm noção de como ajuda ouvir críticas, sejam positivas ou negativas. Dêem sugestões de assuntos que gostariam que eu falasse aqui no blog... Enfim! Comecei isso aqui pensando que ninguém ia ler, que seria meu diário eletrônico (e não estou falando daqueles da Minnie/ Mickey... rs), mas já que tem um pessoal aí acessando e voltando, acredito que gostem de alguma coisa... rs Então, gostaria de interagir! Está a sugestão, mas se quiser continuar no anonimato, sem problemas... Fique à vontade para ler minhas abobrinhas online... rs

3 comentários:

  1. Ludmilla Monfardini29 de julho de 2010 17:59

    Ei mocinha!!
    Passei pra dizer que continuo amante dos seus textos....
    é bom viajar em torno dessas palavras. Revelam de forma magnífica certos sentimentos.
    Sei que isso aqui torna de certa forma um "refugio" pra algumas pessoas, em um momento ou outro vamos passar por cituações citadas aqui...
    Beeijo enorme....Vc tem um brilho especial!

    ResponderExcluir
  2. Já que pediu opinião poderia parar de falar tanto em sentimento e começar a falar de sexo, hem?
    hihihihihihihihihihhihihi
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ai amiga ....
    Saudades . Essa é a palavra !
    Perfeito como sempre !
    Bjks

    ResponderExcluir

Amiiiiiiigo, hein?! Pega leve aí... rs

Seguidores