22.9.10

Pagando Promessa

Não, amigo. Eu não vou narrar nenhuma façanha estilo subir escadarias de joelhos ou queimar velas de 1,68m de altura... Não é esse tipo de promessa que pagarei hoje. Explico:
Tempos atrás, após um polêmico post sobre sexo, uma leitora muito querida solicitou que falasse mais sobre o tema e pricipalmente que entrasse no tema VIRGINDADE.
Eita, que situação que fiquei. Logo esse tema? Bem, vou tentar dando minha opinião sobre o assunto.
Acho que sempre existiu muita hipocrisia e exagero com relação a isso, uma supervalorização de um momento bacana, mas que não é necessariamente um marco histórico. Aí, pra lutar contra isso, hoje em dia está crescendo a cultura de banalização do sexo (muita influência da “cultura” norte americana, que banaliza os conceitos religiosos e tudo o mais), ser leviano acabou virando tendência no mundo atual. Eu fico entre o 8 e o 80! Acho que um “selinho” na “perseguida” é muito pouco pra definir as qualidades de uma “moça”, pra classificá-la como casta ou devassa (mesmo porque tive váaaaaarias amigas que aos 16 anos de virgem só tinham o tal orifício... rs). Mas também acredito que não se pode considerar a iniciação sexual como qualquer coisa, é um passo importante SIM. Não pelo sentido folclórico, mas por questões de maturidade. Tenho minha roda de amigos e colegas que comprova minha teoria de que quanto mais cedo a menina começa a fazer sexo, mais ela menospreza a importância desse tipo de relação e maior a probabilidade dela fazer por fazer e muitas vezes se magoar. Se magoar porque é normal a gente (mulher) se envolver mais do que o homem, separar menos o coração do órgão sexual (coisa que os homens já aprenderam há mais tempo). E nem acho bacana que a mulherada comece a separar tanto uma coisa da outra. Como já dizia Veríssimo, dar por dar é muito bom, sexo é muito bom, mas dar demais sem envolvimento é vazio, é solidão.
Portanto minhas amigas virgens de plantão, sugiro que vivam suas vidas, beijem na boca, façam test drives e quando sentirem uma vontade muito grande, deixem a coisa acontecer. Pode ser que ele não seja o príncipe do cavalo branco (dificilmente será, hoje em dia os príncipes costumam se encontrar num paraíso chamado LeBoy... rs), pode ser que vocês não se amem eternamente e que ele nem se lembre de você daqui 6 meses, ou você dele, sei lá! Mas o que mais importa é que seja válido para você, que você não faça nada para se sentir um lixo depois. Dói pra caramba sim, sangra sim, é esquisito sim e rola uma bolação idiota depois sim! Mas nada que te mate ou te torne menos importante para a sociedade, nem mais. É só o começo de uma vida de felicidade, pra algo que é bom pra caramba... rs
Como diria um antigo professor em palavras muito sábias: “Perder a virgindade é como ministrar palestras: A primeira vez é só dor, a segunda dói gostoso e da terceira em diante é só gostoso”... ahahahahahahahahahahahahahahhahahahaa
Se a vontade é maior do que qualquer outra coisa lá na hora, vai feliz, amiga! Só não esqueça, como em nenhum outro momento da vida você poderá esquecer, do seu amor-próprio, pois ele é seu escudo e suporte para aguentar qualquer barra pesada que passar. Não adianta amar muito alguém e esquecer de si mesma, não adianta se preocupar com a opinião do mundo e esquecer de formar suas próprias opiniões. Crie seus conceitos de certo e errado e siga-os, e não importa o que aconteça, mantenha suas opiniões (claro que não sendo cabeça dura, aprenda com os erros para aperfeiçoar sua filosofia de vida, isso é amadurecer). E mais importante, seja FELIZ! A única forma que eu encontrei para que isso seja possível para mim foi fazendo o que eu acho certo, me importando menos com o VOX POPULI e dando ouvidos somente às pessoas que realmente gostam de mim, mas isso já é assunto pra outro post.

3 comentários:

  1. Ludmilla monfardini22 de setembro de 2010 15:48

    hahaha, Gosto muito de como vc escreve e expõe suas idéias!! Belo texto garota!! Tô adorando ver vc falar sobre esses temas!!! e esse em especial, haha... Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Axei engraçado q teu prof fala...kkkkkkk
    Essa questão é tabu e acho q vai ficar assim ainda por algum tempo.

    www.vanessamonique.blogspot.com
    :*

    ResponderExcluir
  3. Você é a melhor escrevendo. Muito fã sua
    alokspaalokspaalokspaalokspaalokspaalokspa
    E esse seu professor criou uma frase de efeito, adooooooooro!!!!

    ResponderExcluir

Amiiiiiiigo, hein?! Pega leve aí... rs

Seguidores